Todos são bem-vindos (de volta) a Twin Peaks

“Quem matou Laura Palmer?”. No início dos anos 90, nenhuma pergunta causou tanta comoção a ponto de atiçar o senso de detetive das pessoas. Você se encontrava com amigos para tomar no boteco aquela cerveja superfaturada (Era Collor, lembram?) e sem querer o papo terminava em mil teorias e suspeitas de quem assassinou a jovem a sangue frio e a embrulhou num saco plástico como se fosse carne de açougue. Esse mistério era o mote principal da série “Twin Peaks”, um clássico da TV norte-americana que, junto com “Os Sopranos”, redefiniu o modo de fazer televisão em todo mundo.

twin-peaks-blog-buda-rock-and-honda.png

Devido ao sucesso e a alcunha de “série cult” admirada por todos, a emissora Showtime anunciou o retorno de “Twin Peaks” 27 anos depois. As filmagens já estão rolando e a terceira temporada vai ao ar no primeiro semestre de 2017. A notícia pegou os fãs de surpresa porque, embora não seja bom mexer com quem tá quieto, a volta da série tem a benção de seus realizadores e parte de seu elenco original. Isto é, não é uma investida caça-níquel, não tem cara de ser furada.

Além da chance de revisitar aquela cidade pacata cheia de habitantes bizarros e perder o sono em uma trama viciante, o que mais empolga nesse revival de “Twin Peaks” é a volta do jovem senhor David Lynch, o homem por trás de obras-primas do cinema, como “O Homem Elefante” (1980), “Veludo Azul” (1986) e “Cidade dos Sonhos” (2001).  O cineasta não filma nada desde que lançou o filme “Império dos Sonhos” (2006) e deixou meio mundo confuso, sem rumo igual o meme do John Travolta.

Lynch, como criador oficial da série, está de volta como diretor de todos os 18 episódios dessa nova temporada, e ainda vai reprisar seu pequeno papel do chefe regional do FBI. A sinopse de “Twin Peaks” ainda não foi divulgada e ninguém sabe bem ao certo, só tem a certeza de que os eventos aqui ocorrem 25 anos após a investigação do homicídio de Laura Palmer.

E o elenco? Só gente de primeira classe, como Laura Dern, Naomi Watts, David Duchovny, Monicca Bellucci, Tim Roth... e o mais curioso são as inclusões de alguns rock stars, tipo Eddie Vedder (Pearl Jam), Trent Reznor (Nine Inch Nails) e a cantora Sky Ferreira, que fez uma participação muito foda no último álbum do Primal Scream. O single não tem nada a ver com “Twin Peaks”, mas o Buda recomenda vocês darem o play porque o duo ficou lindão.